Manifesto NFT: os nós entre Nós e as possibilidades da cripto-arte





NFTs, representações digitais da singularidade humana, itens únicos, não fungíveis, colecionáveis com escassez digital verificável por Nós, distribuídos. Obras de arte visual, GIFs de políticos fracassados, twitters iniciáticos, territórios e pandas digitais. Não importa o que. Importa a possibilidade aberta. O NFT é uma ferramenta que artistas, músicos e cada transhumanista do ciber-cosmos pode usar para proclamar: eis uma nova obra, sua origem, seu dono, sua autenticidade.


Gênesis

O nascimento do NFT com o Colored Bitcoin está associado à necessidade essencialmente humana da distinção. De criar algo que, devido a sua especificidade, deve ter um valor próprio, desatrelado do que lhe precede. No caso do Colored, moedas 'pintadas' com transações gênesis.


A epifania de Yoni Assia tomou forma no Counterparty e foi requisitada pelos Spells of Genesis, Force of Will e Rare Pepes. E finalmente, nos híbridos de ERC721 e ERC20, os Cryptopunks -que não nasceram como cripto-arte-, mas que aceitaram sua coroa como cânones da arte blockchain. ÚNICOS! Desde então, Everydays: (In) the first 5,000 days, novas invenções.


O NFT emerge ante as fronteiras e define uma nova interação na fauna selvagem do digital. Transferência de subjetividades e riquezas via bits. Conforme ele cresce, de forma estrondosa, sempre catalisada por aqueles que precisam emancipar sua Arte, ele abre novas perspectivas e caminhos.


O desrespeito pelo impossível

A arte e o digital sempre estiveram unidos pela mesma força, o desrespeito pelo impossível. E a combinação da criptografia, não fungibilidade e subjetividade humana produzirá mudanças interessantes nos sistemas sociais.


No ciberespaço, a natureza das conectividades e das distâncias é radicalmente alterada. Sempre que chegamos próximo ao 'limite', ele é ultrapassado. O cypher provê o solo dessa expansão e a arte fecunda a terra, mostrando o que está além dos limites de nossa visão: o invisível -o estado visionário que transcende o modus vivendi.


Blake diz, ''Se as portas da percepção fossem purificadas tudo apareceria aos humanos como na realidade é, infinito. Mas o humano foi se fechando até que sua visão de todas as coisas reduziu-se aos estreitos limites das fendas de sua Caverna''.


O ciberespaço está se mostrando uma fronteira muito mais vasta do que qualquer coisa. Para os dados, as bordas não existem, eles fluem e abrem as portas para os ébrios de bits desenvolverem suas interações não fungíveis.


A criptoarte é um acontecimento tribalista criado por aqueles que, entediados com os mapas-múndi, ousaram explorar o World Wide Web e descobriram que sempre há algo valioso a ser ganho ao examinar o limite absoluto do que é (im)possível. Eles descobriram um terreno atemporal para experiências visionárias e adoraram encontrar com os Paradoxos de Zenão com seus diversos tipos de Infinítus: atuais, potenciais e absolutos. Seeing the unseen, le sur-visuel.


A arte e a economia são o tecido onde a história da humanidade é escrita. Cada obra e cada transação incorpora tanto a visão do seu criador como o registro exato de milhares de anos de inteligência coletiva & descentralizada.



O Paper e as novas rotas

O profano paper de Satoshi é uma resposta exata aos nossos desafios atuais. Uma bússola que abriu rotas às expedições sedentas por yield farms e levou nômades & mónades à novas terras.


Agora que estabelecemos nossa moeda, fincamos nossas blockchain(s), cross-chains, side-chains e consultamos nossos Oráculos e seus tokens, começamos a pintar as paredes das nossas cabanas.


Bárbaros e meigos, nativos digitais criando códigos que criam mundos. NFTs! Microsshares de Monet ou Picasso. Cripto-artes geradas on-chain, avatares únicos que se reconfiguram de acordo com seus compradores, artes asseguradas e modificadas por sm(art)-contracts. Nada de mono-tecno-cultura. Sempre plurais.


A criptografia liberou os indivíduos das coerções e limitações econômicas. O NFT liberta o desenvolvimento intelectual, criando uma interação econômica baseada em cálculos de valor subjetivo, com escassez online assegurada.


Descentralização (multi) estética

A arte não precisa ser comprometida pelo mercado quando ela pode ser potencializada por ele. Se já fomos condenados pelo Pecado Original de querer saber demais, nossa liberdade de espírito já foi proclamada e não há porque reduzir a imaginação aos centralizadores & intermediadores do saber.


Descentralização (multi) estética como reação à centralização do saber. O melhor de nossa demonstração moderna.


A Blockchain garante a escassez verificável e a autenticidade, destruindo o miopismo perfeito e teutônico de uma indústria cuja autoridade é agora desnecessária e obsoleta. Ela devolve o poder aos criativos. Você já pode ser o monarca de sua própria arte - com sua liberdade e o direito ontológico de se revelar seletivamente ao mundo, assegurados. Não há como censurar uma arte cujos autores são hashs em blockchains. Vá, mint, explore e encontre outros monarcas para negociar.


Assim como a criptoanarquia, o NFT não diz o que é liberdade ou arte, ele apenas provê uma estratégia para o seu desenvolvimento. Um método de ação para conexões e cooperações sem coerções.


Os conflitos

Os NFTs podem ter aspectos confusos, disso não há dúvida. Tudo bem ser um pouco cético! Eu conheço os temores e eles são compreensíveis. Mas não tenha medo, ternurinho. Desfaça o esforço de resistir às mudanças. Você nasceu da colisão e do confronto das partículas. A sua gênese ontológica é a transformação. Já atingimos o point of no return.


Nós ficamos aterrorizados com as transformações digitais porque elas colocam em cheque nossa humanidade, nossa originalidade, nossa não fungibilidade. Quem é o criador e quem é a criatura? As máquinas já compõem, cantam e dançam. Aquilo que caracteriza o digital nos faz questionar aquilo que caracteriza o humano.


A questão é dar um propósito à ferramenta, utilizá-la de forma reconhecível por outras humanidades.


O mau uso do NFT pode ser frequentemente citado como razão para desestimular o seu desenvolvimento. Mas não há espaço ou tempo suficiente aqui para discutir isso. Simplesmente faça um bom uso!


Para que a potência do Homo Digitalis seja alcançada, devemos utilizar as ferramentas para realizar ligações essencialmente humanas, sejam elas face-a-face ou NFT-a-NFT. Nós só chegamos onde chegamos pela cooperação. Os nós entre Nós é nosso Estado natural. E eu quero envolvê-lo na definição de uma nova cripto-topologia de relacionamentos, na busca de soluções que aumentem nossa liberdade, criatividade e humanidade.


Financiando uma expedição

Eis uma meta-arte NFT disponível à venda- muito provavelmente, o primeiro artigo NFT brasileiro! - que como toda arte NFT, tem o objetivo de ganhar muito dinheiro! Mas o valor arrecadado será utilizado para financiar uma expedição rumo a um tratamento experimental, cujas possibilidades são tão grandes como tudo que falamos aqui.


O valor arrecadado com o leilão desta obra será doado para JOJO, uma criança com uma mutação no gene MEF2C, um distúrbio que causa epilepsias, autismo e disfunções em seus movimentos.


Como uma boa aventureira, JOJO está preparada para explorar terras em busca de novos tratamentos que possam ajudar tanto ela como muitas outras crianças. Ela está indo à Rússia realizar uma transfusão de sangue de cordão alogênico para paralisia cerebral infantil, o tratamento CP-HLA2019. Mas para realizar essa viagem, ela precisa de R$ 250.000,00 ou 0.74 BTC (30/03/2020).


Enquanto ela oferece sua coragem para testar a transfusão contra paralisia cerebral infantil, eu te convido para dar seu lance no OpenSea e dar sentido ao NFT. Utilizá-lo como um sistema sofisticado capaz de financiar novos mundos, novas possibilidades e novos tratamentos de cura.


O NFT não inclui os direitos autorais do artigo ou quaisquer direitos de reprodução ou distribuição ;)


-

O download deste artigo foi feito no InterPlanetary File System (IPFS).


O lance mínimo é 0.2 ETH


Para comprar a obra, basta criar uma conta no OpenSea, adicionar uma carteira ao marketplace :) Link do Manifesto NFT:

https://opensea.io/assets/0x495f947276749ce646f68ac8c248420045cb7b5e/77133869352167303026081995632621720148104663712781812821210887243878327386113


Leilão dos artistas brasileiros: https://opensea.io/accounts/CassioGusson


Informações sobre a viagem de JOJO: https://cointelegraph.com.br/news/jojo-goes-to-russia-brazilian-artists-announce-nft-art-auction-to-treat-child-paralysis



Posts recentes

Ver tudo
''Todos os modelos estão errados, mas alguns são úteis".
George Box