Pensamentos Descentralizados: Bitcoin é uma unidade atômica



Semana passada, conversando com o representante de uma venture capital especializada em acelerar empresas de blockchain e criptomoedas, eu tive o prazer de ter uma conversa completamente valorada em termos de Bitcoin. Não existiu em nosso encontro, qualquer indício de vivermos em um mundo governado por dinheiro fiat, no qual os investimentos deveriam ser atrelados.


A naturalidade da cotação de algo estritamente em termos de Bitcoin, esconde um pressuposto incrível, que pode parecer sutil, mas é fenomenal. O ativo já funciona como dinheiro-base, uma unidade atômica, não colaterizada em nada, além dele mesmo e de seu ecossistema (códigos, mentes, cultura, empresas e etc).


O Bitcoin não é o meio através do qual um valor é transferido (um dólar sendo investido em unidade-bitcoin), mas a própria unidade em que o valor é considerado e pensado. É quase como a diferença de pensar em outra lingua ou falar em outra língua, pensando na sua língua nativa. A mudança é um novo patamar.


O ativo digital enquanto unidade em si, demonstra que Bitcoin já funciona como uma mercadoria-dinheiro sintética, com elasticidade e estabilidade suficiente para criar um ecossistema maduro e autonomia, capaz de abandonar seu vínculo fiduciário e ser integro com sua própria ética libertária.


A trivialidade da prática é um mestre generoso. E o prazer daquela conversa é a manifestação biológica de poder viver relações e conhecer empresas que sobrevivem vivendo os valores das trocas voluntárias.

''Todos os modelos estão errados, mas alguns são úteis".
George Box
Não perca as disrupções
que pertubam a economia 🛎️
🧠política 🚀liberdade 🤑trocas  🤯filosofia

Disruptivas

E agora? 🤔 
Entre em contato e me conta 
suas ideias 
rafaela@rromano.org
  • YouTube
  • LinkedIn
  • Twitter
medium.png
Conteúdo